top of page

“O MAGIS Futures é a versão atual do grito de Inácio aos seus"

No último dia do MAGIS 2023, dia em que a Igreja comemora Santo Inácio de Loyola, a manhã iniciou-se com uma animada manhã de desporto em modo de acordar os peregrinos. Depois da já habitual oração da manhã foi possível assistir a uma conversa informal entre o padre geral da Companhia de Jesus, Arturo Sosa, moderada pelo jesuíta Mikel Martínez e seis peregrinos vindos dos EUA, Portugal, Áustria, Brasil, Myanmar e Zimbabué. Neste momento cada um pôde colocar uma questão ao P. Arturo Sosa que o inquietasse. As preocupações dos jovens foram diversas, pois todos vêm de realidades socioeconómicas distintas, mas todas as perguntas rondaram entre as seguintes questões: como podemos acolher melhor aquelas pessoas que se sentem mais marginalizadas, mais fragilizadas e que estão em busca e criação de um futuro cheio de esperança. Este tempo de partilha e escuta decorreu com uma série de dinâmicas que envolveu toda audiência.


Deste modo, e em jeito de partilha e conversação espiritual, muitos jovens e também já alguns dos adultos mais seniores que começavam a chegar para a celebração da missa em memória de S. Inácio de Loyola que iria decorrer daí a pouco, puderam partilhar entre si, e em grupos de dois a dois, aquilo que mais lhes fora tocando o coração ao longo da conferência. No final da conferência o P. Arturo Sosa, sj, referiu que “muitos me têm perguntado como continuar esta experiência, esta força e como a aprofundar e fazê-la mais apostólica”. Deste modo, o geral da Companhia de Jesus aproveitou para dar a sua resposta e anunciar a criação do MAGIS Future, que pretende ser um movimento global de jovens de espiritualidade inaciana para “colaborar na missão de reconciliação do Senhor”.


O “MAGIS Future nasce hoje!”, referiu. Esta iniciativa da Companhia Universal pretende criar uma rede junto dos jovens inacianos junto dos quais seja possível criar oportunidades de voluntariado, de democracia, liberdade, de luta contra a injustiça, de caminho junto aos pobres, de encontrar a Deus e de cuidado com a Casa Comum, tudo questões relacionadas com as quatro Preferências Apostólicas Universais (PAU) de Companhia para a década em que vivemos. Por fim o P. Arturo terminou este momento referindo: “Façamos que este final do MAGIS Lisboa seja o começo de algo mágico, algo MAGIS. Animo-vos a seguir em frente, a interagir em redes, a enviarem as vossas propostas, a manterem o contacto, fortalecendo a amizade e o compromisso de fé”.



Aos poucos a área ao redor do palco da Vila MAGIS começou a sentir-se mais e mais completa, embora já contasse com os cerca de dois mil peregrinos que estiveram no evento ao longo destes dez dias. Famílias do Colégio S. João de Brito, jesuítas de todo o país (para além dos que já anteriormente se tinham juntado a esta aventura), e pessoas ligadas a vários grupos de espiritualidade inaciana de Lisboa e dos lugares mais próximos foram-se juntando para celebrar o fundador da Companhia de Jesus neste dia 31 de julho. Assim o ambiente que já se sentia cheio pode ficar ainda mais acolhedor e vivo com pessoas de todas as idades.


A celebração da eucarística começou pouco depois da hora marcada, as 12h. Presidiu a esta celebração de encerramento do MAGIS 2023, e envio dos jovens de espiritualidade inaciana para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), o P. Arturo Sosa, sj.

Para a família inaciana presente no encerramento do MAGIS 2023 não podia haver motivo melhor. A marcação da data da JMJ em Portugal levou a que, por casualidade, o último dia do evento encerra-se em beleza num dos dias mais celebrados em toda a Companhia. No início da homilia deste dia de S. Inácio, o P. Arturo Sosa, sj, começou por se dirigir aos presentes no seguinte modo: “Amigas e amigos no Senhor: celebramos esta festa da juventude no âmbito da festa de Santo Inácio de Loyola, que nos oferece a sua aventura humana, em tudo o que é divino, para acolher este encontro da Igreja Universal na véspera de mais uma Jornada Mundial da Juventude”. De seguida dirigindo-se a todos e de modo especial aos peregrinos, o P. Arturo, utilizou a imagem de S. Inácio e do profeta Jeremias, que esteve em foco na primeira leitura, como imagens do modo como Deus pode chegar a cada um de nós: “Deus veio ao encontro de Íñigo de Loyola, arrancando-o dos seus sonhos e transformando-o num peregrino em direção a algo novo. No meio de tantas resistências, Jeremias e Íñigo experimentam a alegria íntima do encontro”, por isso cada um dos presentes foi chamado a também se deixar abrir ao caminho que Deus quer para cada um de nós. Mas este caminho não pode ser realizado sem reflexão como foi salientado a partir do Evangelho segundo S. Lucas, “qualquer sonho para ser realizado precisa da reflexão humana, do diálogo com os outros e da oração em busca de luz, para concluir à construção desta torre, como diria Santo Inácio ao falar da vocação religiosa”. Enviados à JMJ pela imagem de S. Inácio de Loyola todos foram convidados a “fixar nele os nossos olhos, para que os seus olhos nos devolvam o reflexo do Jesus pobre e humilde que o seduziu até à loucura. Santo Inácio era um louco por Cristo, como lhe chamava o monge de Montserrat”, referiu o geral da Companhia de Jesus.


No final da sua homilia, o P. Arturo, teve ainda tempo para referir um pouco a importante ação missionária de Portugal em todo o mundo: “Portugal sabe muito sobre missões. Séculos a enviar missionários para os quatro cantos do mundo (…) o que aqui cresceu durante tantos anos - e nestes dias - deve continuar a crescer no futuro. Ao deixardes o MAGIS para a JMJ e da JMJ para o mundo, sede missionários da esperança onde quer que estejais, loucos por Cristo e pelo seu Reino”. No final do discurso anunciou que tanto o MAGIS como a JMJ são como sementes de Deus enviadas ao mundo e chamadas a dar fruto. Por fim, o padre geral terminou realçando o projeto MAGIS Future que inaugurara pouco tempo antes. Tal como S. Inácio aos primeiros companheiros também o P. Arturo convidou todos os jovens a serem fogos que acendem outros fogos, que levem a palavra de Jesus Cristo ao mundo inteiro: “O MAGIS Futures é a versão atual do grito de Inácio aos seus: «Ide jovens e incendiai o mundo». Ite inflamate omnia...


Já a terminar a missa e antes do envio dos peregrinos rumo à cidade o pe. Miguel Almeida, sj, provincial da província portuguesa da Companhia de Jesus, pediu a palavra para deixar algumas palavras de agradecimento. Começou por agradecer a humilde presença do Cardeal Michael Czerny, sj, prefeito do Dicastério para o Serviço do Desenvolvimento Humano Integral, que se juntou aos seus irmãos jesuítas neste evento da celebração da juventude inaciana no dia de S. Inácio. Depois das saudações e agradecimentos ao padre geral que confirma a missão da Companhia e a tantos que ao longo deste ano ajudaram a que este sonho se pudesse ter concretizado assim como, na figura do pe. Samuel Beirão, sj, o coordenador-geral do MAGIS 2023, entrega de todos os responsáveis e voluntários desta edição do MAGIS.


O P. Miguel, em jeito de despedida começou por relembrar: “Começámos este encontro no dia de Santa Maria Madalena, a mulher que foi a Apóstola dos Apóstolos”; e continuou: “Creio que, como Maria Madalena, cada um de nós pode também dizer no final desta experiência: «Eu vi o Senhor!». Peço-vos: nunca esqueçam este encontro com Jesus e levem-no para o mundo, para o vosso mundo e para a vossa vida”. O provincial dos jesuítas em Portugal incitou ainda os jovens a não esquecerem o que foi vivido na última semana das suas vidas: “A partir de amanhã, esta presença adquirirá novas cores ao entrar em contacto com outras espiritualidades e outras formas de estar na Igreja. Aproveitem esta diversidade e desfrutem dela, façam comunhão com os outros, aprendam uns com os outros e digam a este mundo cheio de guerras, ódio e injustiça que a paz e a justiça sonhadas por Jesus são possíveis”, pois, como foi relembrado a todos os peregrinos ao longo desta semana que preparou os jovens de espiritualidade inaciana para a JMJ, e foi o mote do MAGIS, a construção de um “futuro cheio de esperança já começou a ser construído aqui. O seu futuro começa hoje!”.





0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page